Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.

41º GP ABIMOTA - 2ª etapa

Top                                                        

Tomas Contte da equipa Louletano foi o vencedor do 41º Grande Prémio ABIMOTA, que terminou há momentos em Águeda.

Tomas Contte (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO) venceu a 41ª edição do GP ABIMOTA, numa prova dura onde a derradeira etapa foi conquistada por Rafael Silva (ANTARTE – FEIRENSE).

JF1 7491Tomas Contte (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO) no pódium final.  

JF1 7344 Rafael Silva (ANTARTE – FEIRENSE) na chegada.

Fotos por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

Foi preciso fazer contas, para determinar o vencedor final da prova. Se é certo que o homem da ANTARTE - FEIRENSE foi quem ganhou a etapa, é também certo que só depois de contas feitas, foi possível determinar o vencedor final e os louros da vitória ficaram posse de Contte, que assim os levou para a casa do Louletano.

A etapa de hoje (Domingo dia 6 de Junho) foi marcada por constantes fugas e reações do pelotão que rapidamente se encarregava de anular as escapadelas que iam acontecendo. 

A fase final da etapa, ficou mesmo marcada pelos constantes ataques que César Fonte (KELLY/SIMOLDES/UDO) ia lançando e pelas rápidas reacções dos adversários. Etapa dura, com três contagens de montanha no último terço do traçado, foi discutida até ao cortar da meta, com o pelotão a chegar compacto à Avenida 25 de Abril, em Águeda, onde terminou a corrida.

No pelotão notava-se o empenho dos homens da W52/FC PORTO em controlarem a liderança e dessa forma atingiram a vitória por equipas, seguidos da RÁDIO POPULAR / BOAVISTA e da KELLY / SIMOLDES / UDO, que encerrou o pódio.

Na Montanha e nas Metas Volantes, Joaquim Silva (TAVFERTAVFER - MEASINDOT – MORTÁGUA) foi “rei e senhor”.

O prémio na Juventude foi conquistado por João Macedo (L.A. ALUMINIOS / L.A. SPORT).

Discurso direto

Tomas Contte (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO), vencedor do 41º GP Abimota: “Estou muito contente sinto que foi um merecido prémio para toda a equipa depois de tantos meses de trabalho. Como costumo dizer, o Louletano não é apenas uma equipa, é uma família e a vitória é para dividir com todos”.

 JF1 7533

Fotos por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

Rafael Silva (ANTARTE - FEIRENSe), vencedor da 2ª etapa do 41º GP Abimota: “Foi uma etapa muito dura. Trabalhámos com o intuito de ir subindo lugares na geral com o Gonçalo (Amado n.d.r) e se não conseguíssemos anular os adversários tentaríamos, então, jogar a vitória na etapa comigo e saiu tudo na perfeição”.

Rafael Silva

Fotos por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

João Miranda, Presidente da Abimota: "Foi um evento muito positivo. Apesar das questões pandémicas nos terem obrigado a concentrar tudo em apenas dois dias, o saldo é bastante favorável”.

Vital Almeida, Director de Prova: “Correu bem. Foi uma prova muito competitiva, dura... Sobretudo em termos organizativos, tivemos que superar algumas dificuldades, nomeadamente em termos logísticos, dada situação pandémica, mas estivemos à altura das exigências”.

grupo1

Fotos por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

grupo2

Fotos por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

grupo3

Fotos por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

grupo4

Fotos por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

Classificação Final

 Geral Individual

1.º Tomas Contte (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO)

2.º Rafael Reis (EFAPEL)

3.º Daniel Freitas (RÁDIO POPULAR / BOAVISTA)

Geral Metas Volantes

1.º Joaquim Silva (TAVFER - MEASINDOT - MORTÁGUA)

2.º Luís Mendonça (EFAPEL)

3.º Rafael Reis (EFAPEL)

Geral Autarquias

1.º Bruno Silva (ANTARTE - FEIRENSE)

2.º Márcio Barbosa (ACDC TROFA / WPROTEK)

3.º Rui Vinhas (W52 / FC PORTO)

Geral Juventude

1.º João Macedo (L.A. ALUMINIOS / L.A. SPORT)

2.º Cristobal Ramirez (PREVILEY COFORMA ATRA SPORT LPS)

3.º Thomas Silva (PREVILEY COFORMA ATRA SPORT LPS)

Geral Equipas

1.º W52 / FC PORTO

2.º RÁDIO POPULAR / BOAVISTA

3.º KELLY / SIMOLDES / UDO

Classificações em: https://www.classificacoes.net/modalidades/ciclismo/41-grande-premio-abimota/1342#results

Filme da corrida

O Complexo Desportivo de Anadia foi o local de partida às 12h50, acontecendo a partida real dez minutos depois, na EN334.

O pelotão seguiu em direcção à costa, por isso esta ser conhecida como a tradicional etapa das praias e Mira acolheu a Meta Bolinhas ao Km 26,3. Seguiu para a Praia da Vagueira, onde ao Km 50,65 foi instalada a Meta Volante. A Meta Autarquias foi em Sobreiro ao Km 84,65.

A parte final desta etapa foi marcada por três contagens de montanha, sendo a primeira em Sever do Vouga, ao Km 104,35, uma contagem de Terceira Categoria, seguindo-se uma contagem de Segunda, que termina em Talhadas, ao Km 115,5 e, por fim, após 146,6 quilómetros, acontece a derradeira contagem de Montanha, uma Quarta Categoria, em Belazaima do Chão.

Como a tradição ainda é o que era, Águeda recebeu a meta final após serem disputados 158,6 quilómetros.

12h50m - Partida simbólica (Complexo Desportivo de Anadia).

partida

13h00m – Partida Oficial. Alinharam 116 concorrentes.

Km 4: Francisco Morais (TAVFER - MEASINDOT - MORTÁGUA) e Igor Molina (PREVILEY COFORMA ATRA SPORT LPS) destacam-se.

Km 5: Pelotão anula tentativa de fuga.

Km 7.6: Tiago Machado (RADIO POPULAR / BOAVISTA) na cabeça de corrida, com 12 segundos de vantagem sobre o pelotão. Wilson Haro (ESSAX) reage.

Km 10: Tiago Machado (RADIO POPULAR / BOAVISTA) continua na cabeça de corrida, com 20 segundos de vantagem para o pelotão.

Km 11: Pelotão a 25 segundos da cabeça da corrida.

Km 13: Na cabeça do pelotão estão várias equipas a posicionarem-se.

Km 15: Pelotão anula nova tentativa de fuga e roda compacto.

Km 20: Pelotão continua a rodar compacto.

Km 26,3: Meta Bolinhas – 1.º Rodrigo Caixas (L.A. ALUMINIOS / L.A. SPORT); 2.º César Martingil (ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL); 3.º Luís Mendonça (EFAPEL). Classificação oficiosa.

Km 25: Sem alterações, pelotão mantém-se compacto.

Km 30: Rodrigo Caixas (L.A. ALUMINIOS / L.A. SPORT), César Martingil (ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL) e Luís Mendonça (EFAPEL), continuam, por esta ordem, na frente da corrida.

Km 38: Queda coletiva.

Km 42: Equipa EFAPEL na frente do pelotão.

A primeira hora de corrida foi realizada à média de 43,7 Km/h.

Abandonos: Samuel Caldeira (W52 / FC PORTO) e André Santos (ALMODÔVAR / DELTA CAFÉS / CRÉDITO AGRÍCOLA).

Km 49: Pelotão roda compacto.

Km 50,3: Meta Volante (Costa Nova) – 1.º Luís Mendonça (EFAPEL), 2º Rafael Reis (EFAPEL), 3.º Francisco Campos (W52 / FC PORTO). Classificação oficiosa.

Km 60: Tentativa de fuga de Fábio Oliveira (ANTARTE – FEIRENSE), Rafael Silva (ANTARTE - FEIRENSE), Raúl Ribeiro (ALMODÔVAR / DELTA CAFÉS / CRÉDITO AGRÍCOLA), João Salgado (KELLY / SIMOLDES / UDO), Bruno Silva ((ANTARTE – FEIRENSE), Rui Carvalho (TAVFER - MEASINDOT – MORTÁGUA), Iúri Leitão (TAVFER - MEASINDOT – MORTÁGUA), César Martingil (ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL) e Rui Vinhas (W52 / FC PORTO).

 Intermédios a 10 segundos Ricardo Machado (KELLY / SIMOLDES / UDO),Corrochano Del Pino (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO), Rodrigo Caixas (L.A. ALUMINIOS / L.A. SPORT), Francisco Marques (SICASAL / MITICAR / TORRES VEDRAS), Luke Hopkins (ESSAX) e Pedro Silva (RADIO POPULAR / BOAVISTA).

Km 63: Pelotão alcança intermédios.

Abandono de Marcelo Salvador (L.A. ALUMINIOS / L.A. SPORT).

Km 66: 20 segundos .de diferença entre a cabeça de corrida e o pelotão.

Km 70: Pelotão anula fuga e roda compacto.

Km 72,5: Ataque de Venceslau Fernandes (ANTARTE - FEIRENSE) e Rui Vinhas (W52 / FC PORTO).

Km 74: Patrick Videira (FORTUNNA / MAIA), Angel Rebollido (TAVFER - MEASINDOT – MORTÁGUA) e César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO) tentam fuga, mas pelotão anula a tentativa.

Km 74: Patrick Videira (FORTUNNA / MAIA), Angel Rebollido (TAVFER - MEASINDOT – MORTÁGUA) e César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO) tentam fuga.

Km 75: Fuga anulada. Pelotão compacto.

Km 78: Fuga de Vinício Rodrigues (RADIO POPULAR / BOAVISTA), Diogo Costa (FORTUNNA / MAIA), Cristobal Ramirez (PREVILEY COFORMA ATRA SPORT LPS), Márcio Barbosa (ACDC TROFA / WPROTEK), Ruben Silva (FORTUNNA / MAIA), Marvin Scheulen (L.A. ALUMINIOS / L.A. SPORT) e Rui Rodrigues (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO).

Roberto Cardoso (FORTUNNA / MAIA) roda em intermédio. Diferença de 18 segundos entre a cabeça da corrida e o pelotão.

Km 80: Fuga anulada. Pelotão compacto.

Km 82: Desistências de Luís Silva (ACDC TROFA / WPROTEK) e Igor Molina (PREVILEY COFORMA ATRA SPORT LPS).

Km 84: Cabeça de corrida: Rui Carvalho (TAVFER - MEASINDOT – MORTÁGUA), Cristobal Ramirez (PREVILEY COFORMA ATRA SPORT LPS), César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO), Bruno Silva (ANTARTE – FEIRENSE), Rui Vinhas (W52 / FC PORTO), Nuno Meireles (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO), César Veloso (ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL) e Alberto Ruiz (RADIO POPULAR / BOAVISTA) com 20 segundos de vantagem para o pelotão.

Km 84,6: Meta Autarquias (Sobreiro): 1.º Bruno Silva (ANTARTE – FEIRENSE), 2.º José Mendes (W52 / FC PORTO), 3.º César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO).

 Km 92: Cabeça de corrida - César Veloso (ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL), Cristobal Ramirez (PREVILEY COFORMA ATRA SPORT LPS), Bruno Silva (ANTARTE – FEIRENSE), César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO), David Livramento (ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL) e Nuno Meireles (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO). Vantagem para o pelotão 1m10s.

Km 96: Desistências de Francisco Moreira e Henrique Guimarães ambos da JV PERFIS / GONDOMAR CULTURAL.

Km 98: Pelotão comandado pela equipa do LOULETANO - LOULÉ CONCELHO, a 2m20 da cabeça da corrida.

Km 100: Cabeça da corrida aumenta vantagem para o Pelotão (2m35).

grupo frt

 Km 104,3: Meta Montanha (Sever do Vouga): 1.º César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO), 2.º Rui Vinhas (W52 / FC PORTO), 3.º Alberto Ruiz (RADIO POPULAR / BOAVISTA).

Km 115,5: Contagem de Montanha (Talhadas):1.º César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO), 2.º Joaquim Silva (TAVFER - MEASINDOT – MORTÁGUA), 3.º Rui Vinhas (W52 / FC PORTO).

Km 120: Descolam do pelotão. Daniel Mestre (W52 / FC PORTO), Frederico Figueiredo (EFAPEL), Gonçalo Carvalho (RADIO POPULAR / BOAVISTA), David Livramento (ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL), Gaspar Gonçalves (TAVFER - MEASINDOT – MORTÁGUA), Tiago Machado (RADIO POPULAR / BOAVISTA), Gonçalo Amado e Rafael Silva ambos da ANTARTE – FEIRENSE.

Km 122: Rafael Silva (ANTARTE – FEIRENSE) isola-se do grupo. Início da descida para Águeda.

Km 123: O camisola Amarela Rafael Reis (EFAPEL) está a 18 segundos do grupo da frente.

Km 126: Tentativa de fuga de César Veloso (ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL), Alberto Ruiz (RADIO POPULAR / BOAVISTA), Daniel Mestre (W52 / FC PORTO) e Rafael Silva (ANTARTE – FEIRENSE).

Km 126,5: Pelotão absorve fuga.

A terceira hora de corrida foi realizada à média de 42 km/h.

A 30 kms da meta (Águeda) cabeça de corrida tem 20 segundos de vantagem sobre o pelotão, que é liderado pelas equipas W52 / FC PORTO, RÁDIO POPULAR / BOAVISTA e ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL.

Km 135: Pelotão absorve intermédios. Cabeça de corrida com 17 segundos de vantagem sobre pelotão.

Km 138: Pelotão compacto em cabeça de corrida.

Km 141: Fuga de César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO), Bruno Silva (ANTARTE – FEIRENSE), Cristobal Ramirez (PREVILEY COFORMA ATRA SPORT LPS), Alberto Ruiz e Gonçalo Carvalho ambos da RADIO POPULAR / BOAVISTA.

Pelotão reage e anula fuga.

Km 145,5: César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO) e Gonçalo Carvalho (RADIO POPULAR / BOAVISTA), tentam isolar-se, mas pelotão reage e anula fuga.

Km 146,6: Contagem de Montanha (Belazaima do Chão): 1.º César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO), 2.º Gonçalo Carvalho (RADIO POPULAR / BOAVISTA), 3.º Joaquim Silva (TAVFER - MEASINDOT – MORTÁGUA). Este último vence o Prémio de Montanha.

Km 149: Nova tentativa de fuga de César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO), agora em conjunto Alberto Ruiz (RADIO POPULAR / BOAVISTA), mas pelotão volta a anular tentativa.

Km 150: César Fonte (KELLY / SIMOLDES / UDO) de novo ao ataque.

Km 153: Pelotão roda compacto.

Final da etapa: Rafael Silva (ANTARTE - FEIRENSE), vence derradeira etapa do 41º Grande Prémio Abimota, que ligou Anadia a Águeda, numa tirada de 158,6 km.

 

 

rodapéGP2021

JÁ ESTÁ NA ESTRADA A 41ª EDIÇÃO DO GP ABIMOTA.

 

               ABIMOTA Logo                            LogoGP2021                      

 Rafael reis conquista camisola amarela

JF1 6149 Foto por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

A primeira etapa do 41º GP ABIMOTA que ligou Fátima a Vouzela, num total de 197,3 quilómetros foi vencida ao sprint por Rafael Reis, o que premiou o bom trabalho da equipa EFAPEL. Contudo, o protagonismo durante mais de metade da etapa esteve a cargo de três “fugitivos” Joaquim Silva (TAVFER-MEA / SINDOP / MORTÁGUA), Márcio Barbosa (ACDC Trofa / WPROTEK) e Rodrigo Caixas (LA ALUMINIOS / LA SPORT).

Em termos de equipas, a vitória foi assegurada pela W52/FC PORTO.

Joaquim Silva (TAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA) foi o melhor nas contagens de Montanha e nas Metas Volantes.

Márcio Barbosa (ACDC TROFA / WPROTEK) esteve melhor nas Metas Autarquias Xadrez e a Geral Juventude foi ganha por João Macedo (L.A. ALUMINIOS/L.A. SPORT).

Amanhã, dia 6 de Junho, parte para a estrada a segunda etapa que vai ligar Anadia a Águeda num total de 158,6 quilómetros. A conhecida "etapa das praias" terá três contagens de Montanha, Meta Autarquias, Meta Bolinhas e Meta Volante.

Discurso Direto

“Foi uma etapa dura, foram quase 200 quilómetros... A equipa fez um trabalho fenomenal, principalmente Frederico Figueiredo que puxou mais de metade da etapa para mim e quando cheguei ao grupo da frente tinha mesmo que vencer. Era uma etapa, à partida, muito imprevisível, não havia um líder anunciado, por isso estamos muito satisfeitos por vencer”, referiu sobre a linha de meta Rafael Reis.

 JF2 4723 Foto por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

Classificação

Individual na etapa

1.º Rafael Reis (EFAPEL)

2.º Tomas Contte (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO)

3.º Daniel Freitas (RADIO POPULAR/BOAVISTA)

4.º Francisco Campos (W52/FC PORTO)

5.º  Gonçalo Amado (ANTARTE – FEIRENSE)

Geral Montanha

1.º Joaquim Silva (TAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA)

2.º  Frederico Figueiredo (EFAPEL)

3.º Márcio Barbosa (ACDC TROFA / WPROTEK)

Geral Bolinhas

1.º Rodrigo Caixas (L.A. ALUMINIOS/L.A. SPORT)

2.º Joaquim Silva (TAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA)

3.º Márcio Barbosa (ACDC TROFA / WPROTEK)

Geral Metas Volantes

1.º Joaquim Silva (TAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA)

2.º Rodrigo Caixas (L.A. ALUMINIOS/L.A. SPORT)

3.º Márcio Barbosa (ACDC TROFA / WPROTEK)

Geral Metas Autarquias Xadrez

1.º Márcio Barbosa (ACDC TROFA / WPROTEK)

2.º Joaquim Silva (TAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA)

3.º Rodrigo Caixas (L.A. ALUMINIOS/L.A. SPORT)

Geral Juventude

João Macedo (L.A. ALUMINIOS/L.A. SPORT)

Equipas

W52/FC PORTO

*Oficiosas.

Classificações em: https://www.classificacoes.net/modalidades/ciclismo/41-grande-premio-abimota/1341

 JF1 5682 JF1 5834 JF1 5713

Fotos por: FOTOJAF Press Service - João Fonseca

Filme da corrida

A primeira etapa desta clássica do ciclismo nacional, ligou Fátima a Vouzela, numa extensão de 197,3 quilómetros. Integrou duas metas de montanha, meta bolinhas, meta autarquias e uma meta volante. Alinharam à partida 129 corredores. 

11.50 horas - Partida simbólica  

GP Abimota1

Km 4: Tiago Sousa Ferreira da JVG Perfis/Gondomar Cultural, abandona. Pelotão a rodas compacto.

Km 9: Márcio Barbosa ( ACDC Trofa / WPROTEK) e Joaquim Silva (TAVFER - MEA / SINDOP /MORTÁGUA) isolam-se.

Km 14: Rodrigo Caixas (LA ALUMINIOS / LA SPORT) junta-se aos fugitivos. 

Km 22: Igor Molina (PREVILEY COFORMA / ATRA SPORT) isola-se a um minuto dos fugitivos. Pelotão a 2m 38s.

Km 31: Na cabeça da corrida: Márcio Barbosa ( ACDC Trofa / WPROTEK), Joaquim SIiva (TAVFER - MEA / SINDOP /MORTÁGUA) e Rodrigo Caixas (LA ALUMINIOS / LA SPORT) com 1m30 a Igor Molina (PREVILEY COFORMA / ATRA SPORT) e 4 minutos ao pelotão

Km 37: Meta Bolinhas vencida por Rodrigo Caixas (LA ALUMINIOS/LA SPORT), seguido por  Joaquim SIiva (TAVFER - MEA /SINDOP /MORTÁGUA) e Márcio Barbosa ( ACDC Trofa / WPROTEK). Pelotão a 12m 14s.

 A primeira hora de corrida foi cumprida à média de 40 KM/h.

Km 45: Meta Montanha (3.º categoria) vencida sobre a meta por Joaquim Silva (TAVFER - MEA / SINDOP / MORTÁGUA), seguido por Márcio Barbosa ( ACDC Trofa / WPROTEK) e Rodrigo Caixas (LA ALUMINIOS / LA SPORT). Intermédio: Igor Molina (PREVILEY COFORMA / ATRA SPORT) a 3m40s. Pelotão a 11m15s.

Km 57: Sem alterações na cabeça da corrida. 6m37 ao intermédio, Igor Molina (PREVILEY COFORMA / ATRA SPORT). Equipa EFAPEL na cabeça do pelotão, a 09m00s.

frentekm57

Frente da corrida: Joaquim Silva (TAVFER-MEA / SINDOP / MORTÁGUA), seguido por Márcio Barbosa (ACDC Trofa / WPROTEK) e Rodrigo Caixas (LA ALUMINIOS / LA SPORT).

Km 63: Igor Molina (PREVILEY COFORMA ATRA SPORT) alcançado pelo pelotão.

A segunda hora de corrida foi cumprida à média de 38,25 Km/h. Estavam percorridos 76,5 km dos 197,3 km.

Às 2h18m Pedro Paulino (TAVFER / MEASINDOT / MORTÁGUA) e Carlos Oliveira (ACDC TROFA / WPROTEK) abandonam a corrida.

Km 76,6: Jorge Magalhães e José Mendes ambos da W52 / FC PORTO isolam-se do pelotão.

Km 84: Cabeça da corrida com uma vantagem de 6m38s para o pelotão, liderado pela EFAPELl, W52 / FC PORTO e TAVFER – MEASINDOT – MORTÁGUA, por esta ordem.

Km 85: Samuel Caldeira (W52 / FC PORTO), passa a rodar em intermédio.

Km 86: Jorge Magalhães (W52 / FC PORTO) ataca e junta-se ao colega de equipa.

Km 94: Meta Volante da Lousã. Ganha ao sprint por Joaquim Silva (TAVFER - MEA / SINDOP / MORTÁGUA), seguido por Rodrigo Caixas (LA ALUMINIOS / LA SPORT) e Márcio Barbosa ( ACDC Trofa / WPROTEK). Pelotão alcança intermédios.

 Pelotão passa na Meta Volante da Lousã 5 minutos após a cabeça de corrida. Domingo Alves (ADEGA MOR-G.D.M.-CACB) abandona.

Km 99: Grupo intermédio, composto por 13 corredores a 4m50s. W52 / FC PORTO comanda intermédio.

Km 103: Pelotão alcança intermédios. Cabeça da corrida e pelotão com uma diferença de 3m50s.

Km 107: Pelotão encurta diferença para 2m40s.

Km 110: João Oliveira (PORMINHO TEAM SUB23) abandona. EFAPEL na frente do pelotão.

Km 112: António Cunha (SANTA MARIA DA FEIRA / SEGMENTO D

EPOCA / REOL) com avaria roda dianteira.

A terceira hora de corrida foi cumprida à média de 39 Km/h. Estavam cumpridos 117 km.

Km 118: Pelotão a 2m58s da cabeça da corrida.

Km 120: Jorge Magalhães (W52 / FC PORTO) tenta fuga, mas pelotão reage e alcança-o logo de seguida. Pelotão a 2m40 da cabeça da corrida, comandada por Márcio Barbosa ( ACDC TROFA / WPROTEK).

Km 126: Pelotão a 2 minutos dos fugitivos. Abandonos: Gagriel Marcelo (PORMINHO TEAM SUB23), César Costa (PORMINHO TEAM SUB23) e Henrrique Pereira (FORTUNNA / MAIA).

Km 127: Paredes Avellaneda (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO) e Wilson Haro (ESSAX) isolam-se. Hélder Gonçalves (KELLY/SIMOLDES/UDO) e Gonçalo Amado (ANTARTE – FEIRENSE) formam um segundo grupo. Intermédios passam a rodar juntos . Estão a 1m30 dos líderes.

Km 128: Pelotão a 1m58s da cabeça da corrida.

Km 129: Um grupo de oito descola do pelotão e ataca os 4 intermédios. Passam a rodas os 12 juntos. Pouco depois descola outro grupo de 3 concorrentes e junta-se ao grupo dos 12. Rodam a 1m26s da cabeça da corrida. Pelotão está a 1m42s.

Km 133: Grupo Intermédio constituído por: Paredes Avellaneda (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO); Rafael Reis (EFAPEL); Hélder Gonçalves (KELLY / SIMOLDES/UDO); Gonçalo Amado (ANTARTE – FEIRENSE); ; José Sousa (KELLY / SIMOLDES/UDO); Jorge Magalhães (W52 / FC PORTO); Samuel Caldeira (W52 / FC PORTO); Frederido Figueiredo (EFAPEL); Alvaro Trueba (ATUM GENERAL / TAVIRA/MARIA NOVA HOTEL); David Livramento (ATUM GENERAL / TAVIRA/MARIA NOVA HOTEL); João Macedo (L.A. ALUMINIOS / L.A. SPORT); Rui Rodrigues (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO); Tomas Contte (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO); Hugo Nunes (RADIO POPULAR / BOAVISTA); Wilson Haro (ESSAX).

km133

Km 141: Rafael Reis (EFAPEL) com avaria na roda traseira.

Km 145: Rodrigo Caixas (L.A. ALUMINIOS/L.A. SPORT) perde o contacto com o grupo da frente.

Km 147: Tomas Contte (LOULETANO- LOULÉ CONCELHO) lança ataque e vai para frente da corrida.

Km 152: Felgueira - Meta de Montanha (3ª categoria).

A quarta hora de corrida foi cumprida à média de 38 km/h. 154 kms percorridos.

Classificação da Meta de Montanha: 1.º Joaquim Silva (TAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA), 2.º Frederido Figueiredo (EFAPEL), 3.º Gaspar Gonçalves (TAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA).

Km 172: Pelotão a 7m40s da cabeça da corrida.

Km 173: Corredores da EFAPEL impõem o ritmo.

Km 178: EFAPEL e W52 / FC PORTO na frente da corrida. Grupo da frente a 9 minutos do pelotão.

Km 183: Frente da corrida: Frederido Figueiredo (EFAPEL); Rafael Reis (EFAPEL); Hugo Nunes (RADIO POPULAR/BOAVISTA); Paredes Avellaneda (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO); Tomas CONTTE (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO); Gaspar Gonçalves (TAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA); David Livramento (ATUM GENERAL / TAVIRA/MARIA NOVA HOTEL); Samuel Caldeira (W52 / FC PORTO); Francisco Campos (W52 / FC PORTO); Jorge Magalhães (W52 / FC PORTO).

Km 187: Manteve-se o grupo da frente com 2m20s de vantagem para o intermédio e 12m50s para o pelotão.

Km 190: EFAPEL e W52 / FC PORTO marcou o ritmo na descida para Vouzela, a três quilómetros da meta.

Km 192: W52 / FC PORTO na frente da corrida.

Final da 1.ª etapa: Rafael Reis (EFAPEL) venceu ao sprint Tomas Contte (LOULETANO - LOULÉ CONCELHO).

 

 

rodapéGP2021

Amanhã é o Dia Mundial da Bicicleta

ABIMOTA Logo

O Dia Mundial da Bicicleta, dia três de Junho, foi instituído pela ONU em 12 de Abril de 2018 como um dia oficial para a conscientização sobre os benefícios do uso da bicicleta para transporte e lazer.

  • A indústria portuguesa das duas rodas e mobilidade suave é actuamente um caso de estudo internacional.
  • Nas duas primeiras décadas deste século cresceu de forma sustentada e mais do que duplicou em termos de exportações.

A criação do programa Portugal Bike Value, a marca que promove internacionalmente a indústria nacional das duas rodas, foi um acelerador deste crescimento e o desenvolvimento que se sente, permitiu que desde 2015, graças à coordenação de esforços, todo o sector crescesse mais de 200 milhões de Euros em exportações, ou seja, duplicando em cinco anos o valor das vendas nacionais ao estrangeiro.

O ano de 2019 foi outro marco para a mobilidade suave. Portugal assumiu a liderança enquanto país produtor na Europa e nem mesmo a paragem motivada pelo combate à situação pandémica em 2020 impediu a indústria portuguesa das duas rodas de crescer cinco por cento.

Actualmente há a compreensão de que Portugal não só deve manter a aposta, como reforçá-la e investir em novas indústrias. A aposta na qualidade e na inovação, permite que por exemplo o selim mais leve do mundo de faça em Portugal, os componentes de ponta de bicicletas de alta competição sejam produzidos entre nós e que indústria de ponta, como a fabricação de quadros de carbono, encontre no nosso país o, local para instalar a primeira fábrica fora da Ásia.

A bicicleta é o meio de transporte mais limpo e ecológico de que dispomos e por isso, ao instalarmos este tipo de indústrias no nosso país, estamos a contribuir para cadeias de distribuição mais curtas e assim reduzir a pegada ambiental, ao colocar a produção de alta qualidade mais próxima do consumidor europeu.

Mas além da bicicleta ser um veículo ecologicamente responsável, é também um veículo que promove a saúde o bem-estar, de tal forma que as próprias Nações Unidas apoiam e promovem a bicicleta como factor de boa forma física, combate à obesidade e às doenças cardio-vasculares.

Por isso, ao apoiarmos a indústria nacional das duas rodas, estamos a promover um futuro mais saudável para todos e para cada um dos utilizadores de bicicleta.

Entre nós, apesar de muito já ter e muito estar a ser feito, é necessário irmos anda mais longe para promover a utilização da bicicleta, criando hábitos de utilização cada vez maiores junto dos mais jovens e dotando o território das estruturas necessárias para a utilização da bicicleta tal como a conhecemos, mas também das novidades que o futuro próximo nos promete.

O Dia Mundial da Bicicleta é um momento privilegiado para, pelo menos uma vez, reflectirmos sobre os actuais hábitos de mobilidade.

Gil Nadais - Secretário Geral da ABIMOTA

"As Nações Unidas reconheceram o dia três de Junho como o Dia Mundial da Bicicleta. Um reconhecimento a tão elevado nível do primeiro veículo para transporte individual, diz bem da relevância que lhe é dada e assumida em termos internacionais.

Em Portugal, a bicicleta tem sido pouco utilizado por todos nós. Embora tenha uma indústria pujante, que se afirma como a maior da Europa em número de bicicletas produzidas, a utilização deste veículo pelas pessoas ainda não é o desejável.

Neste dia três de Junho a ABIMOTA quer relembrar que a bicicleta é uma forma de facilmente mantermos uma boa forma física, de combater a obesidade e as doenças cardiovasculares. Para além disso dá um enorme contributo para a sustentabilidade do planeta.

Por isso esperamos que neste dia todos pensem um pouco sobre a forma como utilizam os meios de transporte e optem pelos mais limpos e por aqueles que lhes podem favorecer mais a saúde."

GilNadais Gil Nadais ao centro da imagem

Bike2 

Abimota 2020 rodape

41º GP ABIMOTA, o mais participado de sempre

ABIMOTA Logo                                                                                                                                                                                         LogoGP2021

A 41ª edição do GP ABIMOTA vai ser disputada na região centro do país, num percurso com mais de 350 quilómetros, que prometem muita animação e com 21 equipas presentes, afirma-se como a edição mais participada de sempre.

Cinco e seis de Junho marcam o regresso da clássica do ciclismo de estrada nacional à atividade, depois da situação sanitária motivada pela COVID-19, ter obrigado ao adiamento da 41º GP ABIMOTA, inicialmente previsto para Junho de 2020.

“Para a ABIMOTA é motivo de grande contentamento podermos voltar a colocar na estrada a prova que realizamos desde 1977. Em 2020, infelizmente não foi possível realizar a prova, mas as condições de segurança a isso obrigaram.” Comentou João Miranda, Presidente da ABIMOTA.

A partida vai ser dada em Fátima, no dia 5 de Junho, para a realização de uma etapa em linha, com 197,3 quilómetros. Integra duas metas de montanha, meta bolinhas, meta autarquias e uma meta volante. A chegada vai ser em Vouzela.

No Domingo, dia 6 de Junho vai ser disputada a etapa que liga Anadia a Águeda, sendo esta uma clássica do GP ABIMOTA, conhecida como a etapa das praias. Vão ser 158,6 quilómetros, com três contagens de montanha, meta autarquias, meta bolinhas e meta volante.

“Estamos certos de que iremos ter mais uma óptima edição. O traçado é muito interessante e competitivo e fica a promessa de uma grande prova ciclística.“ Rematou o Presidente da ABIMOTA.

O GP ABIMOTA vai ter a participação de 21 equipas, tendo já confirmado a presença das principais formações portuguesas, assim como de várias internacionais.

“Fomos contactados por várias equipas estrangeiras que, no entanto, não podem vir à nossa prova, devido à actual situação pandémica.” Realçou Vital Almeida, Director da Prova, que acrescentou ainda que “A segurança é para nós uma prioridade e nesta altura, trabalhamos para ter uma prova segura do ponto de vista de evitar acidentes, mas também para garantir a segurança sob o ponto de vista sanitário dos ciclistas e tudo o que os rodeia. Criamos a “zona zero”, a que chamamos a bolha, para evitar contágios nas equipas e em todos os que as apoiam e colocam esta prova em pé.”

O traçado para a presente edição prevê-se duro.

“São só duas etapas, mas são duras. Entendemos que é importante que os Sub-23 possam ter condições para mostrarem o seu verdadeiro valor. E por isso criamos este figurino de prova, com uma primeira etapa longa, é uma etapa para quem tem pernas e depois temos um segundo dia não tão longo, mas com três contagens de montanha no final, o que é uma “sobremesa” complicada.” finalizou o Director de Prova

O GP ABIMOTA vai ser disputado em duas etapas, perfazendo um total de 355,9 quilómetros de estrada

Primeira etapa

A partida simbólica vai ser dada em Fátima, no dia seis de Junho às 11h50, para dez minutos depois ser dada a partida real, na EN113, em frente à Junta de Freguesia de Fátima.

A Meta Autarquias vai acontecer em Ourém, ao 13,1 Km. Depois, ao Km 37,3, em Freixianda acontece a Meta Bolinhas. Em Alvaiázere vai ser a primeira contagem de Montanha, de terceira categoria, ao Km 45,4. Na Lousã, ao Km 94 vai haver uma Meta Volante, ao Km 94. A última meta de montanha, terceira categoria, vai acontecer na Felgueira ao Km 152.

O primeiro dia de competição vai terminar depois de 197,3 quilómetros em Vouzela.

Segunda etapa

O Complexo Desportivo de Anadia vai ser o local de partida às 12h50 e a partida real vai acontecer dez minutos depois, na EN334.

O pelotão vai seguir em direcção à costa, por isso esta ser conhecida como a tradicional etapa das praias e Mira vai acolher a Meta Bolinhas ao Km 26,3. O pelotão vai seguir para a Praia da Vagueira, onde ao Km 50,65 vai estar instalada a Meta Volante. A Meta Autarquias vai estar instalada em Sobreiro ao Km 84,65.

A parte final desta etapa vai ser marcada por três contagens de montanha, sendo a primeira em Sever do Vouga, ao Km 104,35, uma contagem de Terceira Categoria, seguindo-se uma contagem de Segunda, que vai terminar em Talhadas, ao Km 115,5 e, por fim, após 146,6 quilómetros, acontece a derradeira contagem de Montanha, uma quarta categoria, em Belazaima do Chão.

Como a tradição ainda é o que era, Águeda vai receber a meta final após serem disputados 158,6 quilómetros.

As camisolas que vão ser disputadas:

Camisola Bolinhas - Geral Metas Bolinhas - Patrocinada por Ribeiro Escala

Camisola Xadrez – Geral Meta Autarquias - Patrocinada por Lechler

Camisola Branca – Geral da Juventude – Patrocinada por Turismo do Centro de Portugal

Camisola Encarnada – Melhor Corredor de Equipa de Clube - Patrocinada por SRAM

Camisola Rosa – Geral de Metas Volantes – Patrocinada por Pecol – Power Tools

Camisola Azul – Geral Meta de Montanha – Patrocinada por Navarra

Camisola Verde – Geral por Pontos – Patrocinada por Hydro

Camisola Amarela – Vencedor da Geral – Patrocinada por Miranda

Inscritos

ANTARTE / FEIRENSE
ATUM GENERAL / TAVIRA / MARIA NOVA HOTEL
EFAPEL
KELLY / SIMOLDES / UDO
L.A. ALUMINIOS / L.A. SPORT
LOULETANO / LOULÉ CONCELHO
RADIO POPULAR / BOAVISTA
TAVFER / MEASINDOT / MORTÁGUA
W52 / FC PORTO
ACD MILHARADO / DRIVEONHOLIDAYS / MAFRA
ACDC TROFA / WPROTEK
ADEGA MOR / G.D.M. / CACB
ALMODÔVAR / DELTA CAFÉS / CRÉDITO AGRÍCOLA
FORTUNNA / MAIA
JV PERFIS / GONDOMAR CULTURAL
SANTA MARIA DA FEIRA / SEGMENTO D EPOCA / REOL
SICASAL / MITICAR / TORRES VEDRAS
TEAM PORMINHO SUB23
ESSAX
GIOS KIWI ATLANTICO
PREVILEY COFORMA ATRA SPORT LPS
 
 

GP ABIMOTA final4ºet GP ABIMOTA Podio final GP ABIMOTA 1 

Fotos Arquivo GP ABIMOTA 2019 

rodapéGP2021

 

GP ABIMOTA regressa em 5 e 6 de Junho

GPAbimota

A 41ª edição do GP ABIMOTA vai ser disputada na região centro do país, num percurso com mais de 350 quilómetros, que prometem muita animação.

Cinco e seis de Junho marcam o regresso da clássica do ciclismo de estrada nacional à atividade, depois da situação sanitária motivada pela COVID-19, ter obrigado ao adiamento da 41º GP ABIMOTA, inicialmente previsto para Junho de 2020.

“Para a ABIMOTA é motivo de grande contentamento podermos voltar a colocar na estrada a prova que realizamos desde 1977. Em 2020, infelizmente não foi possível realizar a prova, mas as condições de segurança a isso obrigaram.” Comentou João Miranda, Presidente da ABIMOTA.

A partida vai ser dada em Fátima, no dia 5 de Junho, para a realização de uma etapa em linha, com 197,3 quilómetros. Integra duas metas de montanha, meta bolinhas, meta autarquias e uma meta volante. A chegada vai ser em Vouzela.

No Domingo, dia 6 de Junho vai ser disputada a etapa que liga Anadia a Águeda, sendo esta uma clássica do GP ABIMOTA, conhecida como a etapa das praias. Vão ser 158,6 quilómetros, com três contagens de montanha, meta autarquias, meta bolinhas e meta volante.

“Estamos certos de que iremos ter mais uma grande edição. O traçado é muito interessante e competitivo e fica a promessa de uma grande prova ciclística.“ Rematou o Prsidente da ABIMOTA.

GP ABIMOTA percurso2

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.