Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.

ABIMOTA

Secretário de Estado da Economia enaltece trabalho da ABIMOTA na busca de competitividade reforçada

ABIMOTA Logo

Águeda, 24 de Junho de 2022

Pedaladas fortes num setor sobre rodas

A convite da ABIMOTA, o secretário de Estado da Economia, João Neves, visitou empresas ligadas ao setor das duas rodas e da mobilidade suave da região de Águeda, bem como as instalações da Associação Nacional das Indústrias das Duas Rodas, Ferragens, Mobiliário e Afins, e falou com empresários para ficar a conhecer mais profundamente a setor e os desafios que este enfrenta. O governante mostrou grande confiança no setor, “testemunhando que o caminho feito é de grande crescimento da sua atividade”, sublinhando “o aumento significativo das exportações que, no ano passado, cresceram 34% neste setor”.

Uma visita que começou com a passagem por duas empresas referenciais do setor das duas rodas, a Miranda & Irmão, Lda e a Triangle's Cycling Equipments S.A., antes de conhecer todas as funcionalidades do Laboratório de Ensaios da ABIMOTA (LEA). Iniciativa em que foi acompanhado pelos presidentes da Agência Nacional de Inovação (ANI), Joana Mendonça; da Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI), Francisco Nunes e Sá; e da Comissão Diretiva do Programa Operacional temático Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020), Nuno Mangas. Comitiva recebida pelo presidente da ABIMOTA, João Miranda, na companhia do vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Eduardo Anselmo, e do presidente da Câmara Municipal de Águeda, Jorge Almeida.

Apoiar um setor fortemente exportador

O secretário de Estado da Economia mostrou uma disponibilidade que vai além dos projetos já identificados, “de dotar o setor de capacidade de apoio de natureza dos processos de inovação de natureza coletiva que a ABIMOTA tem sistematicamente proposto. Ou seja, criar estruturas de suporte à inovação das empresas, que reforce a capacidade individual com instrumentos de natureza coletiva e permita abordar de outra forma as necessidades de cada uma das empresas”.

Afirmação de total cooperação e empenho num projeto que catalogou de “muito interessante”, enaltecendo a Agenda Mobilizadora para a Inovação Empresarial apresentada por esta associação, “uma das melhores propostas recebidas, e que cria um quadro de grande responsabilidade, no momento da execução, para ambas as partes”.

Recordando a urgência de um processo negocial que deve ser feito de forma rápida e pragmática, João Neves sublinhou as palavras proferidas na terça-feira pelo Primeiro-Ministro para que os “primeiros contratos resultantes das primeiras decisões de passagem à fase negocial devam ser feitos ao longo do mês de julho. Tempo curto que exige capacidade de ambos os lados em encontrar o equilíbrio para que esta agenda possa rapidamente passar à fase de contratação”.

Desafios e orgulho no "Made in Portugal"

Lançando um desafio à ABIMOTA para que, aquele que assinalou como um dos melhores projetos recebidos pelo Governo, seja apresentado de forma ajustada e refletida de molde a assegurar a elegibilidade da proposta, João Neves aconselhou “a trabalhar no conteúdo exato da proposta, analisando se todos os elementos considerados essenciais são aqueles que se propõem efetivamente realizar”. E, mostrando grande confiança na capacidade de trabalho e entendimento do setor, acrescentou que “há interesse em que esta agenda seja da primeira leva de contratações”.

Palavras de confiança alicerçadas num trabalho que faz com que Portugal seja, neste momento, o maior produtor de bicicletas e componentes da Europa. João Miranda recordou, por seu lado, “o forte impulso proporcionado, há cerca de seis anos, pelo Portugal Bike Value, programa criado pela ABIMOTA, que permitiu às empresas mostrar à Europa e ao Mundo as suas capacidades produtivas, e, simultaneamente, afirmar Portugal como um destino de investimento estrangeiro”.

Um trabalho que o presidente da ABIMOTA aponta como responsável pelo “aumento das exportações de Portugal neste setor, mesmo no ano 2020 quando mais fortemente se fizeram sentir os efeitos da pandemia”. E note-se que, em 2021, o setor atingiu um crescimento de 39% e quase 600 milhões de euros, e nos primeiros 4 meses de 2022 a taxa de crescimento é superior a 20%.

Mostrando orgulho pelo facto de Portugal ser o maior produtor de bicicletas e componentes, o responsável da associação empresarial lembrou que “não se pode parar, antes é necessário melhorar as capacidades de dar resposta aos desafios do futuro”. Tarefa a que a ABIMOTA meteu mãos à obra, através de “uma agenda mobilizadora liderada pela Polisport e juntando mais 40 empresas e sete entidades do sistema científico e tecnológico e que pretendem angariar um investimento superior a 257 milhões de euros”. Objetivo ousado, sobretudo numa época de tantas incertezas, mas que o responsável máximo da ABIMOTA acredita atingir as metas propostas. “No entanto”, acrescentou, “para a sustentabilidade do setor, é muito importante que a estrutura tecnológica que integra o projeto seja concretizada, porque será esta que poderá continuar a apoiar as empresas no aprofundamento das suas capacidades. Para desenvolver novas soluções e inovar, de forma que os clientes tenham cada vez mais orgulho no Made in Portugal”.

 Secretario de Estado da Economia visita ABIMOTA 07 Secretario de Estado da Economia visita ABIMOTA 09 Secretario de Estado da Economia visita ABIMOTA 10 Secretario de Estado da Economia visita ABIMOTA 14

Abimota 2020 rodape

Biciway candidata a prémio internacional

ABIMOTA Logo

O setor português das duas rodas e mobilidade suave atravessa um período de expansão e de reconhecimento internacional, exemplo disso é o facto da Biciway estar candidata a um prémio Eurobike.

Os prémios Eurobike são dos mais conceituados galardões internacionais dedicados ao setor das duas rodas e mobilidade suave.

A portuguesa Biciway, empresa que se dedica à conceção, desenvolvimento e fabrico de equipamentos para promoção da mobilidade em bicicleta, desenvolveu a estação Urbanfix H2O.

Este é um equipamento inovador e segundo a marca “é a única estação deste género que inclui 10 ferramentas, bomba de ar, suporte de lavagem com mangueira e até uma bica de água para consumo humano, para encher as garrafas de ciclismo. Tudo isto em apenas 57x30cm quando fechada a garra de lavagem.”

A Biciway candidata a Urbanfix H2O ao prémio «Melhor Projeto do EUROBIKE Innovators Prize» na categoria de Infraestruturas para a bicicleta.

Para o público nacional este é também um momento importante, pois é possível apoiar este projeto, votando em: https://ec0xf9c4vi2.typeform.com/to/Mz6qYgWj?typeform-source=www.eurobike.com 

Os vencedores vão ser conhecidos na próxima edição da Eurobike, o maior evento do mundo dedicado ao setor das duas rodas e mobilidade suave, que se vai realizar em Frankfurt, na Alemanha, de 13 a 17 de julho próximo.

URBANfix H2O lavagem URBANfix H2O quadro 1 Urbanfix H2O

Abimota 2020 rodape

GP ABIMOTA - Segundo Dia

                                          ABIMOTA Logo                                                                                                                     GP

Luís Mendonça (Glassdrive/Q8/Anicolor) venceu o 42º GP ABIMOTA, depois de cortar a meta em terceiro. A vitória de Hugo Nunes (Radio Popular/Paredes/Boavista), não chegou para retirar a vitória ao homem que desde ontem vestia de amarelo.

A etapa ligava Anadia a Águeda, com um total de 173,9, disputados sob calor intenso, que se fez sentir especialmente na fase final, que com duas contagens de montanha, fez a diferença, mas só mesmo sobre a meta foi possível definir a classificação final.

A primeira parte do dia decorreu sem surpresas, com vários ataques a serem prontamente anulados pelo pelotão.

Com a primeira meta volante, aos 23,9 quilómetros, um primeiro grupo isolou-se tendo Francisco Guerreiro (Efapel Cycling) sido o primeiro, seguido por Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados) e Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO).

A primeira vantagem significativa, aconteceu pelo quilómetro 25, quando o grupo da frente agora constituído por Franscisco Guerreiro (Efapel Cycling), Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados), Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO), Jacobus Chris Jooste (JV Perfis / Windmob), Diogo Saleiro (ACDC Trofa), Ricardo Mestre (W52 / FC Porto), Fábio Oliveira (ABTF Betão / Feirense) e Raúl Ribeiro (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar), conseguia uma vantagem de 1,15 minutos sobre o pelotão.

Os fugitivos iam dilatando a vantagem, enquanto a equipa Glassdrive / Q8 / Anicolor na cabeça controlava a cabeça do pelotão. A diferença para o grupo da frente, chegou a cifrar-se em dois minutos.

Nova meta volante, agora na Costa Nova, que serviu para sagrar Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinado), como “rei das metas volantes”, seguido por Francisco Guerreiro (Efapel Cycling) e, novamente, Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO).

Com a prova sensivelmente a meio na cabeça do pelotão era evidente que a Glassdrive / Q8 / Anicolor controlava a cabeça do pelotão, deixando os fugitivos fazerem a sua prova.

Aos 71,3 quilómetros Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO) cortava em primeiro a Meta Autarquias de Vagos, seguido por Raúl Ribeiro (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar) e Fábio Oliveira (ABTF Betão / Feirense). No entanto, o vencedor final seria César Martingil (Rádio Popular / Paredes / Boavista), graças aos resultados de Sábado, que chegavam para colocar Daniel Dias, na segunda posição.

Apesar do calor intenso, as primeiras três horas de corrida foram disputadas a 41,8Km/h de velocidade média.

O grupo dos fugitivos ficou reduzido a cinco elementos. Ricardo Mestre (W52 / FC Porto), Fábio Oliveira (ABTF Betão / Feirense), Jacobus Chris Jooste (JV Perfis / Windmob), Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO) e Diogo Saleiro (ACDC Trofa).

Pouco depois, quando começou a subida para Sever do Vouga, o pelotão anulou a fuga e passaram a ser duas dezenas de corredores a rodarem de forma compacta.

Na contagem de montanha de Terceira Categoria de Sever do Vouga, André Cardoso (ABTF Betão / Feirense) foi primeiro, seguido por Angel Sanchez (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados) e Alberto Gallego (Rádio Popular / Paredes / Boavista).

Logo depois nova contagem de montanha, agora de segunda categoria, e era a vez de Luís Fernandes (Rádio Popular / Paredes / Boavista) cortar em primeiro, seguido de David Livramento (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel) e Afonso Eulálio (Glassdrive / Q8 / Anicolor). Contas feitas e Alberto Gallego é o “rei da montanha”.

Até Águeda foi sempre a descer, num ritmo diabólico e só mesmo sobre a meta foi possível saber quem ganhava. Hugo Nunes (Radio Popular/Paredes/Boavista) cortou a meta em primeiro, com uma diferença quase imperceptível para Rafael Silva (Efapel Cycling) e para Luís Mendonça (Glassdrive/Q8/Anicolor), que dessa forma venceu a prova.

 F1 9806  Hugo Nunes (Radio Popular/Paredes/Boavista) venceu a etapa - Fotos: JAF Press

 F2 7715 Luís Mendonça (Glassdrive/Q8/Anicolor) vencedor do 42º GP ABIMOTA - Fotos: JAF Press

O Vencedor em discurso direto:

“Foi uma etapa muito mais difícil do que ontem, sempre a controlar, desde o quilómetro zero. Tenho que prestar uma homenagem a dois jovens da minha equipa, que estiveram sempre ao meu lado, Afonso Eulálio e Fábio Costa, que se impuserem de uma forma exemplar na Montanha e permitiram conquistarmos este resultado. A cerca de 25 metros do final ainda pensei que poderia cortar a meta em primeiro, mas as forças já vinham muito ‘justas’ e acabei por se passado em cima ‘do riso’. Cortei a meta em terceiro, mas o que interessa é a vitória final e fico muito feliz por dar este prémio à Glassdrive / Q8 / Anicolor”, referiu à chegada o venceder deste 42º GP Abimota, Luís Mendonça.

O Diretor de Prova em discurso direto

“A prova correu conforme previsto. Tinhamos noção que iam ser duas etapas bastante complicadas, sobretudo porque a cerca de 30 quilómetros do final da cada, uma tínhamos contagens de Montanha. Em termos desportivos correu tudo bem e foi uma luta renhida até à linha da meta”, referiu em jeito de balanço, Vital Almeida, diretor de prova.

 F1 8068 Vital Almeida, diretor de prova - Fotos: JAF Press 

 F1 9936

Classificação Final*

Geral Individual

1º Luís Mendonça (Glassdrive / Q8 / Anicolor)

2º Hugo Nunes (Rádio Popular / Paredes / Boavista)

3º Rafael Silva (Efapel Cycling)

Geral Equipas

1º Rádio Popular / Paredes / Boavista

  Kelly / Simoldes / UDO

3º Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados

Geral Juventude

1º Steven Bayona (Previley Maglia Coforma Bembibre)

2º Mario Fernandez (Globali / Zamora Enamora)

3º Alexandre Montez (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar)

Geral Metas Volantes

1º Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados)

2º Francisco Guerreiro (Efapel Cycling

3º Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling)

Geral Metas Bolinhas

1º Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO)

2º Diogo Narciso (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar

3º André Cardoso (ABTF Betão / Feirense)

Geral Montanha

1º Alberto Gallego (Rádio Popular / Paredes / Boavista)

2º André Cardoso (ABTF Betão / Feirense)

3º Luís Fernandes(Rádio Popular / Paredes / Boavista)

Geral Autarquias

1º César Martingil (Rádio Popular / Paredes / Boavista)

2º Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO)

3º César Fonte (Kelly / Simoldes / UDO)

*Oficiosas

Classificações em: https://www.classificacoes.net/modalidades/ciclismo/42-gp-abimota/1452

 

Filme da corrida

Faltam três quilómetros para a chegada à meta, em Àgueda.

Km 170: Afonso Eulálio (Glassdrive / Q8 / Anicolor) descola do grupo da frente.

Km 168,9: Faltam cinco quilómetros para a meta.

Carlos Oyarzun (Aviludo / Louletano / Loulé Concelho) roda com 10s de vantagem sobre o pelotão.

Km 161: Conluída quarta hora de corrida. Velocidade média de 41km/h.

Carlos Oyarzun (Aviludo / Louletano / Loulé Concelho) tenta fuga.

Faltam 10 quilómetros para a meta, em Águeda.

Comando da corrida composto por 21 corredores.

Alberto Gallego (Rádio Popular / Paredes / Boavista), com um total de 12 pontos conquistados é o vencedor virtual da Montanha.

Km 153,3: Contagem de Montanha, 2ª categoria (Talhadas)

1º Luís Fernandes (Rádio Popular / Paredes / Boavista)

2º David Livramento (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel)

3º Afonso Eulálio (Glassdrive / Q8 / Anicolor)

Pelotão anula fuga de Angel Sanchez (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados).

Km 141,9: Contagem de Montanha - 3ª categoria (Sever do Vouga)

1º André Cardoso (ABTF Betão / Feirense)

2º Angel Sanchez (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados)

3º Alberto Gallego (Rádio Popular / Paredes / Boavista)

 

Angel Sanchez (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados) tenta fuga e ganha 15s de vantagem sobre o pelotão.

Diogo Pinto (Porminho Team sub23) abandona.

Subida dura para a primeira contagem de Montanha, terceira categoria, em Sever do Vouga. Temperatura de 33º.

Km 136: Início da subida para a primeira contagem de Montanha (Sever do Vouga). Pelotão anula a fuga.

Pelotão encurta diferença para 15 segundos.

Diferença de 55s entre grupo da frente e o pelotão.

Grupo dos cinco fugitivos: Ricardo Mestre (W52 / FC Porto), Fábio Oliveira (ABTF Betão / Feirense), Jacobus Chris Jooste (JV Perfis / Windmob), Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO) e Diogo Saleiro (ACDC Trofa).

Km 125,8: Concluída terceira hora de corrida. Velocidade média de 41,8 km/h.

Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados) e Franscisco Guerreiro (Efapel Cycling), perdem contacto com o grupo dos fugitivos (que agora passa a ter cinco corredores) e são absorvidos pelo pelotão.

Km 122,9: Meta Bolinhas (Albergaria-a-Velha)

1º Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO)

2º Fábio Oliveira (ABTF Betão / Feirense)

3º Jacobus Chris Jooste (JV Perfis / Windmob)

Km 110: Pelotão encurta para 1m30s a diferença em relação ao grupo dos fugitivos.

Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinado) com um total de 21 pontos conquistados é virtual vencedor das Metas Volantes.

Km 102,8: Meta Volante (Águeda)

1º Franscisco Guerreiro ((Efapel Cycling)

2º Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinado)

3º Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO)

Segunda hora de prova concluída.

Fugitivos: Franscisco Guerreiro (Efapel Cycling), Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados), Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO), Jacobus Chris Jooste (JV Perfis / Windmob), Diogo Saleiro (ACDC Trofa), Ricardo Mestre (W52 / FC Porto), Fábio Oliveira (ABTF Betão / Feirense) e Raúl Ribeiro (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar).

Km 85: Grupo de oito fugitivos com uma vantagem de 1m40s sobre o pelotão.

Abandono de Guilherme Pereira da equipa Fortunna / Maia.

Km 71,3: Meta Autarquias (Vagos)

1º Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO)

2º Raúl Ribeiro (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar)

3º Fábio Oliveira (ABTF Betão / Feirense)

Km 64,5: Pelotão a 2m15s dos fugitivos. Equipa Glassdrive / Q8 / Anicolor, defende o camisola Amarela Luís Mendonça e continua na frente do pelotão.

Km 58: Fugitivos aumentam para 2m25s a vantagem sobre o pelotão.

Francisco Guerreiro (Efapel Cycling), segundo classificado na Meta Volante da Costa Nova, está a cinco segundos do camisola Amarela Luís Mendonça (Glassdrive / Q8 / Anicolor)

Grupo da frente com vantagem de 2 minutos sobre o pelotão.

Km 52,6: Meta Volante (Mercado da Costa Nova)

1º Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinado)

2º Francisco Guerreiro (Efapel Cycling)

3º Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO)

Km 46: Diferença 1m20s entre o pelotão e a frente da corrida.

Km 43: Primeira hora de prova concluída. Velocidade média de 43km/h.

Km 35: Equipa Glassdrive / Q8 / Anicolor na cabeça do pelotão, a 1m25s do grupo fugitivo.

Km 28: Pelotão a 1m50s dos fugitivos.

Fugitivos com vantagem de 1m15s sobre o pelotão.

Fugitivos: Franscisco Guerreiro (Efapel Cycling), Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados), Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO), Jacobus Chris Jooste (JV Perfis / Windmob), Diogo Saleiro (ACDC Trofa), Ricardo Mestre (W52 / FC Porto), Fábio Oliveira (ABTF Betão / Feirense) e Raúl Ribeiro (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar).

Km 23,9: Meta Volante (Leitões)

1º Francisco Guerreiro (Efapel Cycling)

2º Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados)

3º Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO)

Pelotão roda compacto a dois quilómetros da Meta Volante, em Leitões.

Km 18: Pelotão recupera 5 segundos para o grupo da frente.

Cabeça da corrida com 25 segundos de vantagem sobre o pelotão.

Km 15,5: Pelotão alcança os intermédios.

Grupo da frente com vantagem de 25s sobre o pelotão.

Intermédios: Rui Rodrigues (Aviludo / Louletano / Loulé Concelho), Diogo Narciso (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar), vencedor Meta Bolinhas da primeira etapa e André Rodrigues (Santa Maria da Feira / Segmento D’Época / Reol).

Km 13: Nova fuga, agora de Angel Sanchez (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados), César Martingil (Rádio Popular / Paredes / Boavista), Jorge Magalhães (W52 / FC Porto) e Daniel Dias (Kelly / Simoldes / UDO).

Km 11,5: Pelotão reage ao ataque e apanha os fugitivos.

Intermédios, Jóni Brandão (W52 / FC Porto) e Cristobal Ramirez (Previley Maglia Coforma Bembibre). 

Km 10: Fuga de Samuel Caldeira (W52 / FC Porto), César Martingil (Rádio Popular / Paredes / Boavista), André Rodrigues (Santa Maria da Feira / Segmento D’Época / Reol) e Fábio Oliveira (ABTF Betão / Feirense).

Km 8: Pelotão a rodar compacto, sem fugas.

Alinharam 119 corredores na partida para a segunda etapa (Anadia - Águeda /173,9 km).

13h07: Partida real, Águeda.

 

A segunda etapa do 42º GP ABIMOTA vai para estrada às 12,50 horas de hoje. A partida vai ser em Anadia, sendo disputado um percurso de 173,9 quilómetros, que vai levar a caravana até à chegada clássica em Águeda. Esta tem marcas que são já quase uma tradição, sendo conhecida como a “tirada das praias”

A partida real vai ter lugar às 13,00 horas, acontecendo a primeira Meta Volante, após 23,9 quilómetros, em Leitões. Aos 52,6 quilómetros, tem lugar a segunda Meta Volante do dia, em frente ao Mercado da Costa Nova. Aos 102,8 quilómetros, acontece a primeira passagem pela Meta de Águeda, que vai ser a terceira Meta Volante do dia.

Vagos, aos 71,3 quilómetros, vai ser o lugar da Meta Autarquias. A Meta Bolinhas vai ser em Albergaria-a-velha, quando estiverem percorridos 122,9 quilómetros.

Antes ainda da chegada, duas contagens de Montanha, terceira categoria em Sever do Vouga aos 141,95 quilómetros e segunda categoria em Talhadas aos 153,3.

A chegada está prevista a partir das 17,00 horas em Águeda.

Luís Mendonça (Glassdrive/Q8/Anicolor) foi o homem do primeiro dia ao vencer sobre a meta, instalada em frente à Câmara Municipal Vouzela, depois de uma primeira etapa dura, disputada sob calor intenso, ao longo de 184,9 quilómetros.

 F1 8182  F1 8297  F1 8816 Imagens do primeiro dia - Fotos: JAF Press 

 

GPAbimota rodape

42º GP ABIMOTA - Primeiro dia

 

ABIMOTA Logo                                                                                                                                                                             GP

Luís Mendonça vence ao sprint

Luís Mendonça (Glassdrive/Q8/Anicolor) foi o homem do dia ao vencer sobre a meta, instalada em frente à Câmara Municipal Vouzela, depois de uma primeira etapa dura, disputada sob calor intenso, ao longo de 184,9 quilómetros.

A partida foi dada na Aldeia do Desporto, em Marrazes, Leiria. Nos primeiros quilómetros aconteceram várias tentativas de fuga, que foram rapidamente anuladas pelo pelotão.

Um grupo constituído por César Martingil (Rádio Popular / Paredes / Boavista), César Fonte (Kelly / Simoldes / UDO) e Carlos Salgueiro (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel), colocou-se na frente e conseguiu alguma vantagem sobre o pelotão. Foi por esta ordem que cortaram a Meta Autarquias, em Guia, Pombal, após estarem disputados 23,6 quilómetros.

Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados) afirmou-se como o homem da primeira parte da etapa. Esteve sempre envolvido nas fugas e pelo meio venceu as duas metas volantes do dia. Nesta classificação, Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling) e André Cardoso (ABTF Betão / FEIRENSE), foram os outros homens do pódium.

Ao quilómetro 125 estavam corridas três horas de prova e a média horária fixava-se nos 41,5Km/h.

Depois chegava a montanha e logo no início um grupo constituído por Diogo Narciso (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar) e Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados) voltam a descolar do grupo de fugitivos. Foi também nesta altura que a equipa Glassdrive/Q8/Anicolor foi colocando na cabeça do pelotão.

Pouco depois, ao quilómetro 130,7, era tempo de André Cardoso (ABTF Betão / Feirense) vencer a primeira Meta de Montanha (3ª categoria), em Bolfiar. Seguiram-no Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling) e Tiago Leal (Kelly / Simoldes / UDO), por esta ordem.

A segunda subida do dia, ditou lei. Alberto Gallego (Rádio Popular / Paredes / Boavista) venceu com uma vantagem de 20 segundos sobre o segundo classificado, Samuel Blanco (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel) e José Gonçalves (W52 / FC Porto).

Mais uma vez as tentativas de fuga foram anuladas e a estratégia da Glassdrive/Q8/Anicolor apresentava-se como a mais correta e a vitória na etapa, sobre a meta, sorriu a Luís Mendonça.

Na roda do vencedor vinham Daniel Freitas (Rádio Popular / Paredes /Boavista) e Gonçalo Amado (Tavfer / Delta Cafés / Crédito Agrícola).

 F1 8816  F1 8814 Luís Mendonça (Glassdrive/Q8/Anicolor) - Fotos: JAF Press

Discurso direto:

“No último quilómetro a Tavfer impôs um ritmo fortíssimo. Mas na entrada para a última curva, ‘entrei’ na roda do Matias (João Matias/ Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados, n.d.r) e dei tudo! No ciclismo há fases em que nada sai e há outras em que tudo corre bem. Hoje quero dedicar esta vitória, na etapa, a dois heróis: o meu colega de equipa Afonso Eulálio que tanto fez por mim durente toda etapa e ao nosso “chefe” Carlos Pereira, que tanto têm dado ao ciclismo nacional”, Luís Mendonça (Glassdrive / Q8 / Anicolor)."

 F1 8928 Fotos: JAF Press

Classificações 1º Etapa (Leiria-Vouzela)*

Geral Individual

1º Luís Mendonça (Glassdrive / Q8 / Anicolor)

2º Daniel Freitas (Rádio Popular / Paredes / Boavista)

3º Gonçalo Amado (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados)

Geral Equipas

1º Rádio Popular / Paredes / Boavista

2º Aviludo / Louletano / Loulé Concelho

3º Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados

Geral Juventude

1ºSteven Bayona (Previley Maglia Coforma Bembibre)

2º Mario Fernandez (Globali / Zamora Enamora)

3º Alexandre Montez (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar)

Geral Metas Volantes

1º Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados)

2º Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling)

3º André Cardoso (ABTF Betão / Feirense)

Geral Metas Bolinhas

1.º Diogo Narciso (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar)

2º André Cardoso (ABTF Betão / Feirense)

3º Tiago Leal (Kelly / Simoldes / UDO)

Geral Montanha

1º Alberto Gallego (Rádio Popular / Paredes / Boavista)

2º Samuel Blanco (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel)

3º André Cardoso (ABTF Betão / Feirense)

Geral Xadrez

1º César Martingil (Rádio Popular / Paredes / Boavista)

2º César Fonte (Kelly / Simoldes / UDO)

3º Carlos Salgueiro (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel)

*Oficiosas.

Classificações em: https://www.classificacoes.net/modalidades/ciclismo/42-gp-abimota/1451

 

Filme da corrida

Luís Mendonça (Glassdrive / Q8 / Anicolor) vence ao sprint na chegada a Vouzela.

 Pelotão está a 5 km da chegada, em Vouzela.

Km 179: Jacobus Chris Jooste (JV Perfis / Windmob) destaca-se do pelotão.

Pelotão está a 20 km da chegada, em Vouzela.

Km 154,3: Meta de Montanha 2ª categoria (Alcofra)

Alberto Gallego (Rádio Popular / Paredes / Boavista) vence a segunda contagem de Montanha com uma vantagem de 20s sobre o segundo classificado, Samuel Blanco (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel).

1º Alberto Gallego (Rádio Popular / Paredes / Boavista)

2º Samuel Blanco (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel)

3º José Gonçalves (W52 / FC Porto)

4º Afonso Eulálio (Glassdrive / Q8 / Anicolor)

5º Javier Moreno (Glassdrive / Q8 / Anicolor)

6º Fábio Costa (Glassdrive / Q8 / Anicolor)

António Ferreira (Kelly / Simoldes / UDO) descola ligeiramente e conquista uma vantagem de 10s sobre o pelotão.

Km 149: Pelotão continua a rodar compacto.

Km 137: Pelotão anula fuga. Rodam todos em compacto.

Km 135,5: Glassdrive / Q8 / Anicolor continua na frente do pelotão e está 30s do grupo dos fugitivos.

Desistências: Francisco Carlos Ochoa (ABTF Betão / Feirense) e Diogo Pereira (Almodôvar / Delta Cafés / Crédito Agrícola)

Km 130,7: Meta de Montanha 3ª categoria (Bolfiar)

1º André Cardoso (ABTF Betão / Feirense)

2º Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling)

3º Tiago Leal (Kelly / Simoldes / UDO)

4º Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados)

Diogo Narciso (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar) e Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados) voltam a descolar do grupo de fugitivos  e atacam a primeira contagem de Montanha da etapa.

Grupo do cinco da frente volta a rolar junto, a 1km da Meta de Montanha.

Diogo Narciso (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar) e Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados), deslocam do grupo da frente no início para a primeira contagem de Montanha de 3.ª categoria (Bolfiar).

Glassdrive / Q8 / Anicolor na frente do pelotão, a 1 minuto dos fugitivos.

Caravana inicia subida para o Caramulo, com temperaturas a rodar os 40º.

Km 125: Três horas de prova. Velocidade média de 41,5km/h.

Km 118: Pelotão encurta para 1m55s a diferença para os fugitivos.

Km 100,5: Fugitivos com vantagem de 2 minutos sobre o pelotão.

Km 94,2: Meta Bolinhas (Murtede)

1º Diogo Narciso (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar)

2º André Cardoso (ABTF Betão / Feirense)

3º Tiago Leal (Kelly / Simoldes / UDO)

Segunda hora de corrida: Velocidade média de 42km/h.

Km 84: André Cardoso (ABTF Betão / FEIRENSE) inicia fuga.

Km 76,5: Fugitivos com vantagem de 2 minutos sobre o pelotão.

Cabeça da corrida com vantagem de 1m45 sobre o pelotão.

Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados) lidera metas volantes da primeira etapa.

Km 70,7: Meta Volante (Tocha)

1º Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados)

2º Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling)

3º André Cardoso (ABTF Betão / Feirense)

Km 64,5: Pelotão a 1m40s da cabeça da corrida.

Equipa Glassdrive / Q8 / Anicolor assume dianteira do pelotão e encurta tempo para os fugitivos.

Distância para a cabeça do pelotão passa para 1m35s.

Km 56: Distância da cabeça de corrida ao pelotão, 1m45s.

Km 54: Fugitivos, por esta ordem, Francisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados), Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling), André Cardoso (ABTF Betão / FEIRENSE), Diogo Narciso (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar) e Tiago Leal (Kelly / Simoldes / UDO).

Intermédio alcançado pelo pelotão.

Intermédio, Carlos Petiz (Kelly / Simoldes / UDO), com 30s de vantagem sobre o pelotão.

Km 47,5: Meta Volante (Gala)

1º Franscisco Morais (Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados)

2º Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling)

3º André Cardoso (ABTF Betão / FEIRENSE)

Fuga anulada.

Km 37: Fuga de Jacobus Chris Jooste (JV Perfis / Windmob).

Km 31: Pelotão compacto

Km 27: Fuga de Carlos Salgueiro (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel) anulada.

Meta Autarquias (Guia - Pombal):

1º César Martingil (Rádio Popular / Paredes / Boavista).

2º César Fonte (Kelly / Simoldes / UDO).

3º Carlos Salgueiro (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel).

Km 24,5: Carlos Salgueiro (Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel), ataca e ganha 15s ao pelotão.

Km 20: Diogo Narciso (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar) e Rui Rodrigues (Aviludo / Louletano / Loulé Concelho), tentam fuga, mas é anulada pelo pelotão.

Fuga anulada.

Km 18: Fuga de Antonio Barbero (Globali / Zamora Enamora).

Km 16,5: Fuga anulada.

Km 15: Tiago Machado (Rádio Popular / Paredes / Boavista)  e João Macedo (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar), na cabeça de corrida, com vantagem de a 10s sobre o pelotão.

Km 9,5: Fuga de Tiago Machado (Rádio Popular / Paredes / Boavista) e André Rodrigues (Santa Maria da Feira / Segmento D’Época / Reol).

Intermédio, Igor Molina (Previley Maglia Coforma Bembibre), a 10s do pelotão.

Igor Molina (Previley Maglia Coforma Bembibre) alcançado pelo pelotão

João Macedo (LA Alumínios / Credibom / MarcosCar) passa a intermédio.

Km 5: Fuga anulada. Pelotão compacto.

Km 3: Fuga de André Santos (Almodôvar / Delta Cafés / Crédito Agrícola) e António Barbero (Globali / Zamora Enamora).

Informações a serem atualizadas perodicamente, ao longo do dia.

Classificações em: https://www.classificacoes.net/modalidades/ciclismo/42-gp-abimota#stages

 

Já está na estrada a 42ª edição do GP ABIMOTA

A partida simbólica teve lugar na Aldeia do Desporto, em Marrazes, às 12h50 e o cronómetro começou a contar às 13h00 horas, quando foi dada a partida real, também em Marrazes. A primeira etapa que vai ligar Leiria a Vouzela conta com uma extenção de 184,9 quilómetros e teve 128 corredores alinhados no arranque.

partida simbólica1 Gonçalo Lopes, Presidente da C. M. de Leiria, na partida simbólica na Aldeia do Desporto, em Marrazes.

partida simbólica2

A primeira Meta Autarquias vai ter lugar em Guia, no concelho de Pombal.

As Metas Volantes vão acontecer aos 47,5 quilómetros, em Gala e aos 70,7 quilómetros, em Tocha.

Meta Bolinhas após serem corridos 94,2 quilómetros, em Murtede.

Metas de Montanha ao quilómetro 130,7 em Igreja (3ª categoria) e ao 154,3 em Alcofra (2ª categoria).

A chegada, em frente à Câmara Municipal de Vouzela, pelas 17h30.

Foram disputados 184,9 quilómetros.

 

 

GPAbimota rodape

42º GP ABIMOTA com 20 equipas inscritas

ABIMOTA Logo                                                                                                                                                                      GP

O GP ABIMOTA vai para estrada nos próximos dias 11 e 12 de junho. Leiria e Anadia vão ser os locais de partida das duas etapas que constituem a prova, que vai ter um total de 358,8 quilómetros.

A apresentação oficial vai decorrer hoje, sexta-feira, 3 de junho, às 18,00 horas, no Velódromo Nacional de Sangalhos. 

Leiria vai acolher a partida da primeira etapa, que tem a partida simbólica agendada para as 12,50 horas. Depois vão ser disputados 184,9 quilómetros que vão levar os concorrentes até Vouzela, onde vai terminar o dia, prevê-se, pelas 17,30 horas.

A partida real vai acontecer às 13,00 horas, em Marrazes. A primeira Meta Autarquias vai ter lugar em Guia, concelho de Pombal.

As Metas Volantes vão acontecer aos 47,5 quilómetros, em Gala e aos 70,7, em Tocha.

Meta Bolinhas após serem corridos 94,2 quilómetros, em Murtede.

Metas de Montanha ao quilómetro 130,7 em Igreja (3ª categoria) e ao 154,3 em Alcofra (2ª categoria).

Chegada em frente à Câmara Municipal de Vouzela.

A segunda etapa tem marcas que são já quase uma tradição, sendo conhecida como a “tirada das praias”. A partida vai ser em Anadia, sendo disputado um percurso de 173,9 quilómetros, que vai levar a caravana até à chegada clássica em Águeda.

A partida real vai ter lugar às 13,00 horas, acontecendo a primeira Meta Volante, após 23,9 quilómetros, em Leitões. Aos 52,6 tem lugar a segunda Meta Volante do dia, em frente ao Mercado da Costa Nova. Aos 102,8, acontece a primeira passagem pela Meta de Águeda, que vai ser a terceira Meta Volante do dia.

Vagos, aos 71,3 quilómetros, vai ser o lugar da Meta Autarquias. A Meta Bolinhas vai ser em Albergaria-a-velha, quando estiverem percorridos 122,9 quilómetros.

Antes ainda da chegada, duas contagens de Montanha, terceira categoria em Sever do Vouga aos 141,95 quilómetros e segunda categoria em Talhadas aos 153,3.

A chegada está prevista a partir das 17,00 horas em Águeda.

Vão ser disputadas as seguintes camisolas:

Amarela - MIRANDA

Verde - HYDRO

Rosa - PECOL

Azul - NAVARRA

Encarnada - SRAM

Branca - TURISMO DO CENTRO

Bolinhas - RIBEIRO ESCALA

Xadrez - LECHLER

Para a presente edição, a 42ª, do GP ABIMOTA foram convidadas 20 equipas, sendo 17 portuguesas e três espanholas. A saber:

Portugal

ABTF Betão / FEIRENSE

ACDC Trofa

Alenquer / G.D.M. / Sobralcar

Almodôvar / Delta-Cafés / Crédito Agrícola

Atum General / Tavira / AP Maria Nova Hotel

Aviludo / Louletano / Loulé Concelho

Efapel Cycling

Fortunna / Maia

Glassdrive / Q8 / Anicolor

JVperfis Windmob

Kelly / Simoldes / UDO

LA Alumínios / Credibom / MarcosCar

Porminho Team sub23

Radio Popular / Paredes / Boavista

Santa Maria da Feira / Segmento D’Época / Reol

Tavfer / Mortágua / Ovos Matinados

W52 / FC Porto

Espanha

Globali / Zamora Enamora

Manuela Fundacion

Previley Maglia Coforma Bembibre

grupo4 grupo1 JF1 6149 JF2 4731 Fotos Arquivo 2021 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.