Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.

A vingança de Manahu e Castro

À primeira vista mais pode parecer o título de um livro policial mas, no fundo, resume bem o desempenho da dupla do Porsche, na prova do Campeonato de Portugal de Velocidade, disputada no passado fim-de-semana no Estoril, em que venceram à classe ambas as corridas a ainda subiram ao pódium na geral.

As coisas não começaram bem. Nos treinos livres, ainda na sexta-feira, a caixa de velocidades do Porsche 997 GT2, deu problemas. “Achei que ia ser mais uma corrida para esquecer, depois dos problemas que tivemos na jornada de abertura, em Portimão” começa por confidenciar Manuel Castro.

“Felizmente a Fabela Sport fez um trabalho fantástico e entregou-nos um carro irrepreensível para as corridas e aí sim, pudemos andar como gostamos.” Acrescentava Gonçalo Manahu.

Mas estava escrito que este ia ser "o" fim-de-semana da dupla portuense. Uma alteração regulamentar permitiu-lhes passar para a Categoria GT Light, pois o Porsche é de uma geração mais antiga. Este facto coloca-os na luta pelas vitórias, pois na GT Cup, onde militavam, era uma competição desigual, face aos carros bem mais recentes.

“A alteração foi-nos proposta pela organização e aceitamos de imediato. Depois com tudo a correr bem, venci a categoria na primeira corrida e fiz quarto à geral.” Recorda Manuel Castro.

Gonçalo Manahu teve um desempenho semelhante na segunda corrida. Venceu e cortou a meta no quinto posto. “Isto permitiu-nos largar para corrida principal da quarta posição. A prova coreu da melhor forma, voltamos a ganhar a categoria e terminamos em terceiros da geral, o que foi óptimo. Vingamos o Azar do Algarve!”

A dupla Manahu/Castro vai assim para férias, com pontos preciosos, para encarar a segunda metade do Campeonato de Portugal de Velocidade. 

Gonçalo Manahu e Manuel Castro, tripulam o Porsche 997 GT2, patrocinado por Mérito Invest, Bianca Perlá, Brandfire e Lusty Investments.

Manahu Estoril Gonçalo Manahu e Manuel Castro (Porsche 997 GT2)

Fim-de-semana para esquecer

Gonçalo Manahu e Manuel Castro começaram a época de velocidade com o pé esquerdo, em fim-de-semana de Fórmula Um no Circuito de Portimão.

O Campeonato de Portugal de Velocidade arrancou no AIA – Autódromo Internacional do Algarve, com um conjunto de corridas integradas no programa do Grande Prémio de Portugal de Fórmula Um e a dupla Manahu/Castro teve a sombra do azar a pairar sobre o Porsche 911 GT3.

A má sorte começou logo na primeira corrida de Sábado. Na curva três, Manuel Castro foi abalroado por um adversário e não podia evitar o pião. O toque deixava a transmissão do Porsche 911 GT3 em mau estado, comprometendo mesmo a segunda corrida do fim-de-semana e Gonçalo Manahu nem chegou a partir.

A corrida principal foi disputada no Domingo e até começou bem. “O Manuel (Castro n.d.r.) partiu de último, devido aos resultados de sábado, mas arrancou muito bem e rapidamente estava a ganhar posições. No início da corrida ganhamos cinco lugares, mas, mais uma vez, a transmissão cedeu e a corrida acabou aí.”

Gonçalo Manahu realçou ainda que “de Sábado para Domingo revimos todo o carro, verificamos alinhamentos, mas o toque de Sábado deixou marcas que teremos que resolver com mais tempo, nas instalações da Fabela Sport. Esta jornada não correu bem, mas agora há que sacudir a poeira e começar a preparar a ida ao Autódromo do Estoril, em Julho.”

A participação de Gonçalo Manahu e Manuel Castro, é apoiada por Mérito Invest, Lusty Investments, Bianca Perlá e Brandfire.

Manahu

Toque compromete expectativas de Manahu e Castro

Gonçalo Manahu e Manuel Castro viram as suas expectativas comprometidas logo na primeira corrida do fim-de-semana, disputada no Autódromo Internacional do Algarve, integrada no GP de Portugal de Fórmula 1. Um toque violento na traseira do Porsche 911 GT3 comprometeu as duas corridas do dia. 

O Campeonato de Portugal de Velocidade não começou bem para Gonçalo Manahu e Manuel Castro. Logo após a partida, um toque provocava o pião do Porsche 911 GT3 tripulado por Manuel Castro. “Quando estava a colocar o carro para a curva três, senti um toque violento na roda direita traseira… não pude fazer nada para controlar o carro e ao retomar o andamento percebi que algo estava mal na transmissão. A corrida estava acabada logo na primeira volta.” 

Na segunda corrida foi a vez de Gonçalo Manahu assumir os comandos do Porsche, mas nem chegou a partir. Ainda na volta de lançamento a caixa de velocidades deixava de funcionar e pouco depois “verificamos que um apoio da caixa estava partido, devido ao toque da corrida anterior e nem sequer cheguei a partir” recorda Gonçalo Manahu, que deixa uma nota positiva para a corrida de Domingo.

“O dia de hoje (Sábado n.d.r.) fica para trás das costas e agora vamo-nos concentrar na corrida de amanhã, que é a mais longa e isso dá-nos mais tempo para recuperar.” Rematou Manahu com um sorriso.

Manuel Castro aproveitou ainda para “agradecer os apoios de Mérito Invest, Lusty Investments, Bianca Perlá e Brandfire, que viabilizam este projecto”. Rematou o piloto portuense.

NunOrganistA 0002 

Gonçalo Manahu e Manuel Castro preparam primeira prova

O Campeonato de Portugal de Velocidade (CPV) vai arrancar no próximo fim-de-semana em Portimão, como corrida de apoio ao Grande Prémio de Portugal de Fórmula Um e a dupla do Porsche, Manahu/Castro, está apostada num bom resultado.

Os últimos dias têm sido de grande actividade na Fabela Sport, para colocar o Porsche 911 GT3 em “forma”, antes de rumar ao Autódromo internacional do Algarve, onde vai ter lugar a terceira prova do Campeonato do Mundo de Fórmula Um, o GP de Portugal, e o CPV vai ser uma das provas integradas no programa do fim-de-semana.

“Estamos mais empenhados do que nunca num bom resultado. O Campeonato (CPV n.d.r.) promete provas bem interessantes e muito competitivas. Além disso, o facto de estarmos a correr na mesma pista e no mesmo fim-de-semana, que a Fórmula Um, é um “boost” de motivação, para nós” realça Gonçalo Manahu.

Para Manuel Castro “estamos cientes de que será uma prova muito dura, pois a concorrência é muito forte, quer em termos de pilotos, quer em termos de carros e o nosso Porsche não é a versão mais recente. No entanto estou confiante de que a Fabela Sport nos vai entregar o carro em pleno.”

Na sexta-feira vão ser realizados os treinos-livres, dois de vinte minutos cada, e as qualificações, com quinze minutos cada. As duas corridas de qualificação vão ser disputadas no sábado e a corrida principal no domingo.

O CPV tem transmissões garantidas de todas as provas na Sport TV e este projecto só é possível de manter graças aos apoios de Mérito Invest, Lusty Investments, Bianca Perlá e Brandfire.

 podium capacetes

Gonçalo Manahu segue para o Estoril

No próximo fim-de-semana o piloto portuense vai trocar o Porsche pelo C1, com que vai participar na prova do troféu, no Autódromo Fernanda Pires da Silva.

Gonçalo Manahu, Bernardo Manahu, Tiago Freitas e Manuel Castro voltam a reunir-se para dividirem os comandos do Citroen C1 do Troféu que se vai disputar no Estoril, no próximo fim-de-semana.

“Estou com grande espectativa em torno desta prova. Na corrida anterior, provamos que podemos ser rápidos e consistentes, sempre que o carro não deu problemas, por isso, se o azar desta vez se mantiver afastado das portas do C1, acho que pelo menos poderemos ter uma palavra a dizer… Se não, é um fim-de-semana divertido, com o meu filho e amigos.” Comenta Gonçalo Manahu.

A prova do próximo fim-de-semana tem duração de seis horas.

Goncalo C1 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.