Em Aveiro discute-se o futuro da mobilidade

Até à próxima sexta-feira, dia 23, a ABIMOTA recebe a comissão técnica internacional que vai definir as regras da normalização do setor das duas rodas.

A normalização para a mobilidade nas duas rodas, está na ordem do dia até à próxima sexta-feira, dia 23, no Hotel Meliã em Aveiro, onde meia centena de delgados de onze nacionalidades discutem o futuro do setor. 

Esta reunião é promovida e organizada pela ABIMOTA, enquanto ONS (Organismo de Normalização Setorial) para o setor das duas rodas e Coordenador da Comissão Técnica Nacional CT103 – Bicicletas, por delegação do IPQ – Instituto Português da Qualidade.

Nos dois primeiros dias discute-se a mobilidade elétrica

Actualmente 75% das viagens são feitas em percursos com menos de dez quilómetros e apenas com um utilizador. Ora a eficiência da mobilidade, segundo estudos recentes, deverá passar pela utilização da bicicleta elétrica e Portugal está na linha da frente do setor, em termos internacionais.

Assim, em Aveiro, discutem-se as normas que vão reger a produção, com o objetivo de que o bom desempenho e a segurança sejam garantidas, permitindo que o veículo cumpra cabalmente a função, sem interferir ou receber interferências negativas dos restantes utilizadores da via-pública.

Criação de uma terminologia internacional para o setor

No dia 21, quarta-feira pela manhã, reúne-se um segundo grupo de trabalho com o objetivo de definir a terminologia oficial da bicicleta. Esta reunião será certamente o primeiro passo para que o Português seja integrado, como língua oficial, das normas que vão reger o setor.

Visita a exemplos de sucesso

Na quarta-feira, dia 21, a partir das 13,15 horas vai decorrer uma serie de visitas a empresas líderes nas duas rodas. Os participantes vão assim visitar as instalações do Grupo Polisport, Triangles, RTE, Parque Empresarial do Casarão e o LEA, Laboratório de Ensaios da ABIMOTA.

Preparar os novos desafios do futuro

Na quinta-feira vão ser discutidos os novos procedimentos a implementar para ensaios de conformidade, respondendo aos desafios lançados pelos novos materiais e processos de fabrico.

O último dia, sexta-feira 23, é dedicado à votação e redacção final dos textos emanados pelos diferentes grupos de trabalho.

Esta reunião é mais um ato do trabalho desenvolvido pela ABIMOTA, com o objectivo de colocar Portugal na vanguarda do setor das duas rodas, a nível internacional.

rodapé2 abimota

Aveiro recebe comité mundial do setor das duas rodas

ABIMOTA acolhe o Comité Técnico ISO/TC 149 Cycles de 19 a 23 de Junho.

Sessenta delegados de dez países vão debater as regras de normalização mundiais para o setor das duas rodas.

A ABIMOTA, enquanto ONS (Organismo de Normalização Setorial) para o setor das duas rodas e Coordenador da Comissão Técnica Nacional CT103 – Bicicletas, vai acolher a primeira reunião mundial do Comité Técnico ISO/TC 149 Cycles, realizada em Portugal. O evento vai decorrer em Aveiro, no Hotel Meliã, de 19 a 23 de Junho.

Neste Comité Técnico ISO/TC 149, marcam presença as maiores e mais influentes empresas mundiais no fabrico de componentes e montagem de bicicletas, estando confirmadas as presenças de delegações de dez países e seis dezenas de participantes.

No âmbito da Estratégia de Internacionalização do Setor das Duas Rodas que a ABIMOTA tem vindo a desenvolver, a par dos projetos de Mobilidade Suave que já terminaram e dos projectos Portugal Bike Value e Portugal Bike Value – Conjunto, a ABIMOTA tem em curso o Projeto ONS Mobilidade Suave e Ferragens, na área da normalização, os 3 cofinanciados pelo COMPETE 2020, no âmbito do PORTUGAL 2020..

Durante esta semana de trabalho, os membros do Comité têm agendadas visitas a empresas nacionais de referência no setor das duas rodas, servindo estes momentos de mostra do que de melhor se faz em Portugal.

Junho o mês das duas rodas

O objetivo de colocar Portugal ao mais alto nível internacional, no setor das duas rodas, está a dar passos seguros e Junho é desta forma um mês de primordial importância para a atividade da ABIMOTA e do setor que esta associação representa.

Assim, pela primeira vez os principais agentes do sector nas áreas de produção e distribuição, reuniram-se em Portugal, na Alfândega do Porto, para discutirem os problemas e as soluções futuras para as duas rodas.

O World Cicling Forum, que decorreu em 7 e 8 de Junho, juntou mais de 150 congressistas de 4 continentes e estiveram em discussão temas como o foco no consumidor, produção e distribuição responsáveis e maior rapidez na chegada ao mercado, tema onde Portugal, dada a sua centralidade e a flexibilidade das suas Empresas, aliado à crescente incorporação tecnológica e de inovação, pode ter papel preponderante.

Hoje em dia em Portugal já são produzidas cerca de dois milhões de bicicletas por ano e o setor das duas rodas gera cerca de 7,500 empregos directos e representa 2% do PIB nacional.

Entretanto, de 19 a 23, em Aveiro, vão estar reunidos os principais agentes mundiais do setor das duas rodas, para discutir assuntos ligados à normalização e à produção a nível global. Será o 3º ponto alto deste “louco” mês de Junho, porque entretanto a ABIMOTA está na estrada, com o seu 38º Grande Prémio.

rodapé2 abimota

O Grande Prémio ABIMOTA vai estar na estrada de 15 a 18 do corrente mês de Junho.

O Grande Prémio Abimota vai ser disputado pela 38ª vez, sendo reconhecido como uma referência em termos de promoção do ciclismo. Esta é uma das provas mais antigas do calendário velocipédico nacional e uma das mais carismáticas, apostando nas Classes Elite e Sub-23.

Pela sua ligação à ABIMOTA esta prova é reconhecida publicamente pelo papel que desempenha como promotor do Ciclismo e da prática desportiva, com grande tradição e interesse popular no nosso país, fortalecendo as relações entre pessoas e instituições, que congregam esforços para, ano após ano, poderem levar a bom termo mais uma edição

A 38ª edição do Grande Prémio ABIMOTA conta com quatro etapas:

A partida está marcada para dia 15 de Junho (quinta-feira, feriado) de Proença-a- Nova e termina em Belmonte.

A segunda etapa parte de Penamacor  e termina no Sabugal, na sexta-feira, dia 16.

A terceira etapa, arranca no sábado, dia 17, de Almeida terminando em Manteigas.

No domingo, doa 18, é disputada a quarta e última etapa, que parte de Gouveia e termina em Águeda, cidade que acolhe a ABIMOTA, associação que dá nome à prova e organiza o evento.

A ABIMOTA – Associação Nacional das Indústrias de Duas Rodas, Ferragens, Mobiliário e Afins, é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 1975 e considerada Instituição de Utilidade Pública, que gere e rege as áreas da normalização, formação e inovação, no sector.

World Cicling Forum arrancou esta manhã na Alfândega do Porto

Destaques:

  • Reunião com participação dos 160 líderes mundiais do sector das duas rodas.
  • Presença dos “Três Mosqueteiros” do sector – Decatlon, European Bycicle Manufacture´s Association (EBMA) e Accel Group.

A Alfândega do Porto acolhe o primeiro Fórum Mundial dedicado ao sector das duas rodas. Hoje e amanhã (quarta-feira, 7 e quinta, 8 de Junho) vão ser discutidos os principais problemas e tendências futuras para o mercado das duas rodas.

O Porto recebe assim os representantes dos 160 líderes mundiais do sector das duas rodas. Durantes dois dias, os trabalhos vão decorrer com o mote “a centralização no consumidor e aumentar a velocidade do mercado”, naquele que é o primeiro comité Mundial das duas rodas.

Portugal faz-se representar pela ABIMOTA, que tem um espaço de 50m2 de exposição, onde estão representadas algumas das PME´s ligadas ao setor e ainda pelos líderes de mercado Polisport, Rodi, Miranda, Ciclo Fapril e Triangles, também associados da ABIMOTA.  

Esta é uma organização conjunta da WFSGI (World Federation Sporting Goods Industry) pelo seu comité de bicicletas, pela BIKE EUROPE - o periódico Europeu ligado ao sector com maior tiragem – e da ABIMOTA, enquanto parceiro nacional do evento, através do projecto e marca Portugal Bike Value.

Os três Mosqueteiros

Decatlon, EBMA e Accel Group, constituem um “núcleo duro”, que defende os interesses Europeus no mercado mundial. Neste evento vão defender leis anti-dumping e de regulamentação de produtos oriundos de outros mercados, com vista a serem mantidos parâmetros de qualidade, segurança e de produção responsável.

4mosqueteiros

Os Três Mosqueteiros, que tal como na obra de Alexandre Dumas são quatro: Moreno Fioravanti (EBMA); Didier Morelle (Decathlon); ; Jeroen Snijders e Marcel Reekers (Accell Group) - Da esquerda para a direita.

wcf2 wcf16

rodapé abimota

 

World Cycling Forum

A Alfândega do Porto vai acolher em 7 e 8 de Junho o primeiro fórum mundial dedicado ao setor das duas rodas.

O World Cycling Forum vai reunir no Porto os principais agentes internacionais da indústria e serviços ligados à bicicleta e ao motociclo. Esta é uma organização conjunta da WFSGI (World Federation Sporting Goods Industry), BIKE EUROPE - o periódico Europeu ligado ao sector com maior tiragem – e da ABIMOTA, enquanto parceiro nacional do evento, através do projecto e marca Portugal Bike Value.

Nesse âmbito, poderá ser visitada uma mostra de produtos ligados ao setor das duas rodas, representativo do melhor que se produz em Portugal e a visita ao certame, no Salão Nobre da Alfândega, é aberta a todos os potenciais interessados em conhecer as potencialidades das duas rodas portuguesas.

“A centralização no consumidor e aumentar velocidade no mercado” vai ser o lema para este primeiro fórum mundial do sector das duas rodas.

Estão inscritas cerca de 160 pessoas, oriundas dos quatro cantos do mundo. Os trabalhos vão decorrer ao longo dos dias 7 e 8, incluindo um cruzeiro pelo Douro, com degustação dos cheiros e sabores portugueses.

A participação da ABIMOTA, enquanto parceiro nacional do evento, só se tornou possível porque viabilizada pelo COMPETE 2020 e PORTUGAL 2020, co-financiada pelo FEDER, através do seu projeto PORTUGAL BIKE VALUE.

rodapé abimota

 

Mais artigos...