A prova da decisão

cabeçalho

Pedro Salvador parte para a Rampa de Boticas com uma possibilidade de revalidar o título.

O primeiro é o único lugar que interessa a Pedro Salvador, para vencer o Campeonato Nacional de Montanha pela sétima vez. Além disso, feitas as contas, o seu principal adversário, Rui Ramalho, terá que ficar abaixo da terceira posição final. Por isso esta é uma matemática arriscada.

“Vou para Boticas com a vontade e o empenho de sempre: andar o mais rápido possível e com os olhos postos na vitória. No entanto tenho consciência de que o Campeonato é algo mais difícil de conseguir, pois ao Rui (Ramalho) basta um segundo lugar e isso só mesmo se conseguir passar para o Osella, toda a má sorte que me perseguiu esta época (risos).”

A sorte tem sido madrasta para as contas do Campeonato de Pedro Salvador. A juventude do Silver Car EF10 explica a maior parte dos resultados menos bons.

“Sempre que não tive problemas no carro, fui o mais rápido. Mas a (má) sorte, problemas mecânicos em mais de metade das provas colocam-me numa posição difícil para renovar o título, mas mesmo assim vou andar o mais rápido possível, para finalizar a época com a 4º vitória do Silver Car e dar espectáculo para todos quantos me apoiam!”

Rematou Pedro Salvador, que vai tentar “virar” a sorte no próximo fim-de-semana.

psalvador Pedro Salvador (Silver Car EF10)